Quem é porco e quem é homem: A Revolução dos Bichos e seus 72 anos de atualidade!

Num momento em que se questiona a legitimidade das lideranças e suas condutas diante de um cenário de corrupção e de posturas que vão além da fronteira do sinismo, é necessário clarividência para processar a enxurrada de informações que nos chega diariamente de forma tão parcial e tão “sem isenção”. Contexto no qual a leitura de uma obra como A Revolução dos Bichos, se faz obrigatória.

Uma das primeiras edições do livro no Brasil e a mais recente“Se hoje há congressos onde já não se sabe mais quem é oposição e quem é situação, no clássico livro de George Orwell, não se pode mais distinguir homens de porcos, e oprimidos acabam virando opressores. Para o professor de Letras da Unisinos, Claudio Zanini, a obra faz refletir o atual momento político brasileiro, onde “as afiliações partidárias não são tão rígidas e ocorrem conforme adaptação de interesses”.

A história se passa em uma granja onde os animais estão cansados da exploração do dono, o Sr. Jones. Estimulados pelo discurso de Porco Major, os animais fazem uma revolução e expulsam o Sr. Jones. Os suínos, considerados os animais mais inteligentes, passam a liderar a granja e disseminar a ideia de que todos os animais são iguais, mas “uns são mais iguais que outros”.

Depois de disputar o poder com outro suíno, o Porco Napoleão acaba liderando a granja de forma ditatorial. Os outros animais passam a trabalhar muito e têm a comida racionada. Por sua vez, os porcos levam uma vida confortável e abastada. Assim, vai se concretizando a chamada República dos Bichos.

Contudo, alguns animais começam a perceber que a vida estava pior do que antes da revolução, passam a questionar o novo sistema e, por isso, acabam sendo mortos. Com o tempo, os animais que viveram a época do Sr. Jones morrem, e os ideais da revolução se perdem. O livro acaba com os porcos andando sobre duas patas e se aliando definitivamente aos humanos. “As criaturas de fora olhavam de um porco para um homem, de um homem para um porco e de um porco para um homem outra vez; mas já se tornara impossível distinguir quem era homem, quem era porco”, encerra a fábula.

Por mais que uma história permita muitas interpretações (como ler hoje o discurso do Porco Major a respeito do domínio humano sobre os animais e não pensar na onda atual de veganismo?), o contexto da época em que viveu o autor e a sua biografia dão pistas sobre as reflexões que ele quis fomentar. A obra é vista como uma crítica severa ao stalinismo ou uma metáfora sobre o fracasso dos sistemas políticos.

Vida e obra
Nascido na Índia em 1903, Eric Arthur Blair, sob o pseudônimo de George Orwell, foi um jornalista e escritor conhecido pelo seu envolvimento com a política e sua crítica aos sistemas opressores. Além de A Revolução dos Bichos, outras obras famosas de Orwell são: 1884 e Dias na Birmânia. O autor morreu em 1950, na Inglaterra, vítima de uma tuberculose.

Para a maioria dos críticos, A Revolução dos Bichos é uma sátira à política de Josef Stalin, líder da União Soviética, que teria contrariado os princípios da Revolução Russa de 1917.

O professor de história contemporânea da Universidade Federal Fluminense Bernardo Kocher lembra que Orwell era militante socialista, filiado ao Partido Trabalhista Independente, e acredita que a obra marca a aproximação de Orwell com a direita da época. “No final da Segunda Guerra Mundial , a democracia foi sedutora para muitos escritores e intelectuais. George Orwell foi um deles”, afirma Kocher. Ele acredita que a obra serviu para desconstruir a ideia de comunismo e o que foi a Revolução Soviética.

O professor de Letras da Unisinos, Claudio Zanini, explica que o impacto do lançamento da obra foi grande. Tanto que George Orwell demorou para conseguir publicar. “A crítica ao stalinismo é muito forte, mas aparece de maneira disfarçada. Ele se protegeu muito com a fábula”, afirma Zanini.

Na metáfora, o velho Porco Major representaria o pensador alemão Karl Marx, pelos seus ideais de igualdade e insatisfação com a exploração imposta. O Porco Napoleão seria Stalin, ditador que traiu os princípios da revolução. O Sr. Jones, dono da granja, seria uma alusão aos czares e a Alexander Keresnky, que foram derrubados pelos revolucionários russos.

E hoje?
A pedagoga e professora da faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto, Elaine Assolini, afirma que o livro é de extrema importância para pensar sobre o funcionamento de diversos tipos de governo, principalmente o autoritário. “A obra transcende o contexto do regime stalinista. A política continua sendo um espaço marcado pela persuasão e manipulação”, explica Elaine. Outros temas como corrupção, vaidade e sonho de poder também podem ser pensados a partir do clássico.

Kocher acredita que o comunismo é uma realidade fantasma que ainda aparece em uma guerra ideológica contemporânea e que o livro pode ser usado “para derrubar os argumentos de quem defende o comunismo”.

Se “um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer”, como já disse o escritor italiano Ítalo Calvino, não há dúvidas de que estamos diante de um que ainda tem muito a nos ensinar.

Nota do editor: o comunismo, na forma entendida por Kocher, refere-se modelo praticado por Stalin em função do golpe. De um modo geral, o comunismo em essência, parece nunca haver existido. O que existiu e que continua a existir de forma muito intensa, é o sentimento de comunidade inerente ás pessoas humanas. Talvez, ainda de forma mais latente, entre os menos abastados.


Referências:

Anúncios


Categorias:opinião

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Feedback é melhor do que like!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CA Soluções Ambientais

Nova Consciência sobre o Meio Ambiente.

Shanky❤Salty

किसी के पास कुछ ना हो तो हस्ती है ये दुनिया, किसी के पास सब कुछ हो तो जलती है ये दुनिया, पर मेरे पास जो है उसके लिए तरशति है ये दुनिया।

╠ GeekTrooper ╣

Cultura Geek e Nerd ao alcance de todos.

Eu, meu corpo, meu eu.

"Ninguém nasce mulher; torna-se mulher."

Te Descrevi

"em alguns pesamentos soltos"

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Projeto Mais Livros

Mais livros, Melhores Pessoas

Chris Machado

Fotografia

Offerta

Offerta di prestito privato

Moda & Música & Afinidades

Tudo e mais um pouco

Imagine games

O véu que separa a imaginação da realidade chama-se criatividade.

Contabilidade Fácil

Contabilidade, Finanças, Empreendedorismo e Gestão

MENTE VOADORA

Minhas poesias, meus pensamentos e histórias.

storygraphee

Stories, Photography,Facts

DPzasso | Departamento Pessoal & Desenvolvimento de Pessoas

Desenvolvimento de Pessoas | Departamento Pessoal

Moroz Comunicação

Comunicação Empresarial, Sindical, Redes Sociais, Assessoria de Imprensa

Piraci Oliveira Advogados

Temas jurídico, empresariais, tributários e trabalhista

Resenha, artigo, texto...

Valter Bitencourt Júnior, poeta e escritor, de Salvador, Bahia, Brasil.

PATRICK STORIES

Make PEACE ✌ Show LOVE❤

Escrever e Comunicar

Textos também atingem objetivos!

Blog MGS Soluções em Informática

Dicas e Informações - Visite: www.mgssolucoes.com.br

Dinheirices

BusiNews Express

yocollector-Romania

Logo-colectii diverse, colectie insigne, colectie brelocuri, artizanat,

Perception

feelings, thoughts and dilemmas

O Manual do Freelancer

Por Nayara Bonim

%d blogueiros gostam disto: