First Trip – WhiteNails

whitenails03“Arrogância vintage” à serviço do bom rock ‘n’ roll”

Formada em meados de 2015 por Darcy (vocal), Danahé (guitarra), Taylor (guitarra), JP (baixo), Vince (teclado) e Maxx (bateria), o sexteto de Quebec/CAN, declara-se apaixonado por Black Sabbath e por tudo aquilo que entendem como sendo o bom e velho rock ‘n’ roll. First Trip, o seu primeiro álbum completo construiu-se como uma sequência aprimorada do que fizeram no trabalho anterior, o EP homônimo de 2016. Depois de reuni-se com uma ideia clara do que queriam fazer, os caras entraram em estúdio para gravar um dos melhores discos de rock ‘n’ roll deste ano (2017).

whitenails02As composições são muito boas e esse detalhe, por si, só faz a diferença. “Shangaied” têm uma pegada à Sound Garden mas logo deriva para um som moderno e pesado; “Done and Gone” começa com uma introdução que remete a Children of The Grave, do Sabbath, mas se transforma em algo completamente distinto; “Dead in Time” é Rival Sons em sua essência, mas consegue se desvencilhar da referência e deve se tornar o “hit” do disco; “In my Blood” é um rock ‘n’ roll feito pra balançar o corpo; “Damn Judas“, eu não consigo encontrar similares, mas marca pela – como diz o texto original – “arrogância vintage”, no melhor sentido, claro!; “Silver Linings” soa como uma espécie de pós-grunge e funciona bem no conjunto das 8 (oito) faixas; “Brazen Bull” se introduz por riffs que lembram  (novamente) ao Sabbath, mas logo se diluem na sonoridade que é própria da banda, e finalmente, “The Crooked Lake“, a mais longa, densa e complexa do disco, traz um sentimento de austeridade em relação ao momento presente. Eu sei, isso é muito subjetivo, mas é como me sinto ouvindo-a.

Para concluir, digo que este disco me cativou desde os primeiros acordes. Interessante notar que a banda acerta até mesmo quanto a duração do disco, que perdura por 39:25, dando leveza – com perdão do trocadilho – ao peso da sua música. Isso significa que em sua totalidade, o disco é capaz de manter o ouvinte 100% ligado. Me tornei fã dos caras de Quebec. Nota 9!


Referências:

2 respostas

  1. Pesado e agitado!!! “Dead in Time” me levou pra pista… ‘bem acompanhada’… num dia ensolarado… às margens de muito verde e céu azul!!! ♩◕‿-。♪
    Manhã azul recheada de ‘♪notas♪’ refrescantes! 🎶🎶🎸
    Beijos de café com bombom!!
    ☕ ☕

    Curtido por 1 pessoa

Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s