Cerberus: banda teve carreira curta, mas intensa

Na segunda metade nos 90, a cidade de Fortaleza foi “abençoada” com o surgimento de umas das bandas mais pesadas e carismáticas do estado. A Cerberus nasceu como uma promessa de renovação da cena local no agora, longínquo ano de 1995. Gravou duas demo-tapes que circularam pelo país, havendo, inclusive, recebido excelentes avaliações da Revista Rock Brigade.

A primeira, Shadows Of Hate (1996), contou na formação com Germano (vocal), atual frontman do Obskure, Paulo (guitarra), Gustavo (guitarra) que tocou na GS Truds, Shadows Emperor (ambas de Fortaleza) e Genocídio (de São Paulo), Leonardo (baixo) e Clerton (bateria). Musicalmente, pode-se dizer que o som praticado pela banda naquela ocasião era um Thrash Metal encorpado e poderoso, cujas vocalizações apresentavam grande influência do Death Metal americano. Todavia, um som original, que agradava bastante aos amantes da música pesada.

Cerberus - Shadows of Hate - capa - frente

Embalados pelo sucesso do registro anterior, Em 1997, lançam outra grande demonstração de poder de fogo: “Stay With Me”. Agora, aprofundados na música extrema, os caras lançam mão de um trabalho mais brutal, no qual a produção está propositalmente suja e as músicas, com um apelo maior para o Black Metal. A formação que gravou esta demo-tape era composta de Germano (vocal), Paulo (guitarra), Odilon Ricardo (guitarra/vocal), Neto VJ (baixo) e Clerton (bateria). Sendo que, posteriormente, Germano deixa o posto de vocalista, que é preenchido por Odilon.

Cerberus - Stay With Me - capa - verso

Sobre a curta, mas intensa carreira da banda houveram dois momentos que, para este que vos escreve, foram marcantes: as aberturas para o Krisiun¹ e Paul Di’anno², ambos pela primeira vez na cidade. Nesta segunda ocasião ocorreu algo surpreendente: todos os presentes gritando em uníssono pelo nome da banda de abertura “Cerberus!”, “Cerberus!”, “…” para chamá-los ao palco. Sendo que nem Di’anno, a estrela da noite, foi tão ovacionado!

Não sei ao certo os motivos que levaram a banda a encerrar as suas atividades. Porém, sei que era umas das mais respeitadas pelos headbangers locais. Da minha parte, afirmo que um retorno da formação clássica seria muito bem vindo!

¹ Black Force Domain – Tour 1996
² Paul Di’anno and the Battlezone – Tour 1997


 

Referências:

Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s