Death – Parte 8: The Sound of Perseverance

“Parte 8: o som da perseverança!”

1998 The Sound of Perseverance02“…” Conforme dito na Parte 7, durante o processo criativo de, e, na tour de Symbolic, Shuldiner já dava sinais de desgaste relativamente ao estilo que ajudou a solidificar. E, mais ou menos, no ano de 1996, altura em que o líder do Death, querendo dar vazão a um turbilhão sentimentos, passou a mentalizar algo através do qual pudesse se expressar de outra forma. E, acreditando que suas vocalizações eram limitadas para incorporar às ideias que tinha em mente, o mais sensato parecia ser montar uma banda inteiramente nova na qual pudesse assumir um papel distinto do que tradicionalmente exercia. Dessa forma, chocou a comunidade do Metal ao decretar o fim do Death, para seguir com o novo projeto, ao qual chamou Control Denied.

1998 The Sound of Perseverance03Entretanto, o novo projeto levou mais tempo do que o esperado para sair do papel, então Schuldiner decidiu voltar atrás e gravar um novo ãlbum sob a alcunha Death, resultando em 1998, num dos melhores trabalhos de sua carreira como músico. The Sound of Perseverance, como era de se esperar foi gravado por uma banda inteiramente nova, desta vez composta de nomes menos famosos como o guitarrista Shannon Hamm, o baixista Scott Clendenin e o baterista Richard Christy.

1998 The Sound of Perseverance04Novamente produzido por Jim Morris e Chuck Schuldiner, esse disco, como o último registro de estúdio do Death, pode muito bem servir de correlato para a vida e obra do seu autor. Um disco cujo lirismo é digno de filme quanto as imagens que causa. Além das visões de mundo do seu idealizador, reflete parte do que foi a banda em seu processo de evolução. […] Considerado pela grande maioria como um dos pais do que se convencionou chamar de “Death Metal”, durante sua vida como artista, Schuldiner parece ter passado por um processo de purificação no qual sua música assumiu formas distintas de tudo aquilo que, então se praticava. Creio que, inclusive o termo Death Metal seja carente de significação para predicar a música eternizada em “The Sound Of Perseverance!”

Tracklist:
01-Scavenger of Human Sorrow
02-Bite the Pain
03-Spirit Crusher
04-Story to Tell
05-Flesh and the Power It Holds
06-Voice of the Soul” (instrumental)
07-To Forgive Is to Suffer
08-A Moment of Clarity
09-Painkiller (Judas Priest cover)

Nota: 10.

Parte 9


Referências:

Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s