Neivaldo Araújo: A Cor do Som

Acor08A Cor do Som é um grupo brasileiro criado a partir do séquito dos músicos que acompanhavam Moraes Moreira após a sua saída dos Novos Baianos. Originalmente esse era o nome da banda instrumental que acompanhava os Novos Baianos, título sugerido por Caetano Veloso.

A banda surgiu em meados de 1977, formada por músicos experientes no cenário nacional. Experimentando novos padrões de som, valeu-se das vivências anteriores com Moraes Moreira, Pepeu Gomes, entre outros, sendo considerado um movimento pós-tropicalista. Misturando rock, ritmos regionais e música clássica, foram convidados para participar do Montreux Jazz Festival, na Suíça.

Acor01Com a popularidade em alta graças a sucessos como Palco e Zanzibar, associados ao carnaval baiano, para alguns críticos o grupo é o percursor da música que anos 90 seria conhecida como Axé Music. Depois de algumas mudanças, o grupo acabou na segunda metade dos anos 80.

Entre seus membros, Armandinho em 1974 juntou-se a seu pai e outros músicos para formar a banda Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar, lançando diversos discos carnavalescos ao longo da década de 80. Armandinho deixou a banda a Cor do Som em meados de 1981 para se dedicar à carreira solo e seu projeto com Dodô e Osmar. Ao longo dos anos seguintes, tem dado continuidade a seu trabalho instrumental, voltado para o choro e outros gêneros.

Acor02Dadi foi baixista dos Novos Baianos e seu primeiro trabalho profissional, depois da Cor do Som, foi no início da década de 90, quando substituiu o baixista Dé na banda Barão Vermelho numa rápida passagem, gravando apenas o disco “Na calada da noite”. Dedicou-se durante os anos seguintes a acompanhar diversos artistas como Caetano Veloso, Marisa Monte e Rita Lee. Teve importante participação no projeto Tribalistas, de Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown tocando guitarra, baixo, bandolim, piano e violão, cavaquinho e acordeão. Em 2007 lançou seu primeiro álbum solo intitulado Dadi. Em 2008 lançou os discos “Ao vivo no Japão” no Brasil e o disco “Bem Aqui” no Japão, que permanece sem data de lançamento no Brasil.

Gustavo Schroeter antes da Cor da Som, foi baterista da banda de rock A Bolha, acompanhou diversos artistas, como Raul Seixas, Jorge Ben, Leno e Zé Ramalho.

Acor06Mú, irmão de Dadi, é tecladista e pianista. Teve seu talento confirmado pelos hits Sapato Velho (com Cláudio Nucci e Paulinho Tapajós), que já foi regravada várias vezes e Semente do Amor (com Moraes Moreira), uma das músicas mais executadas no ano de 1980. Com o fim da banda, lançou seu primeiro álbum solo “Meu Continente Encontrado” em 1985 e depois passou a se dedicar à produção musical de filmes e telenovelas no Brasil.


Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s