Glenn Hughes em São Paulo [21/04/2018]

“Enquanto os gigantes flutuam sobre a Terra”

Um senhor no alto dos seus 66 anos é anunciado no palco do Tropical Butantã em São Paulo. Muitas vezes não se tem a noção do quanto a música é arrebatadora nos seus pormenores. E dessa forma, não tinha ideia do que falar sobre Glenn Hughes, aquele mais conhecido como “A voz do Rock“.

O que poderia ser dito sobre uma das vozes mais significativas do Rock? Do álbum “Burn” do Deep Purple, passando pelos belíssimos discos  “Phenomena II” e “Trapeze”, parcerias com Tony Iommi, e discos mais recentes e excelentes feitos com o Black Country Communion e California Breed. Parece que idade não tem peso para esse homem.

As luzes se acendem e pensamentos fugidios se debruçam sobre o palco. Eis que o homem que eu via nas capas dos discos estava bem ali, ao alcance das minhas recordações juvenis. Vestindo uma calça de cor vinho com estampa de pele de cobra também vinho e um tênis surrado, Glenn (assim o chamarei) por que gostaria que esse homem fosse meu amigo, daqueles que se pedem conselhos num momento difícil. Tudo nele é um espelho de idealizações estéticas que moldam o Rock Clássico (I love this).

Sem muita conversa os acordes de “Stormbringer” ecoaram por todos os lados, o sexto, sétimo e inúmeros sentidos foram ativados. As primeiras palavras que me vem à mente são FORÇA E LEVEZA. Aquilo que meus tímpanos saltitam são as vibrações de um baixo poderoso (a força) e um corpo que não anda/desliza, mais parece flutuar (é a leveza). Glenn oferece uma bela visão de como é lindo envelhecer, pela forma com que ele se porta no palco. A cada movimento que faz ao curvar-se com o baixo, a sensação de que é o Dr. Sócrates do Rock, rs.

Em “Sail Away”, meu amigo demonstra  por que é tão aclamado: a voz está impecável. Se já não fosse suficientemente genial ser Glenn Hughes, esta criatura linda é um baixista fenomenal.

O público vai ao delírio com “Mistreated”, mais uma canção do clássico “Burn” em que todos cantam juntos. A noite prometia ser antológica (E foi!). Era notório a emoção no gestual do velho Glenn, sempre levando ao rosto as mãos em sinal de agradecimento e surpresa, com a quantidade de gente que ali estava, e a boa energia que ali se fazia presente. Não foi à toa ele soltou a bela frase: “Vocês não vieram aqui para me ver, mas eu para ver vocês” . Além de enaltecer o público paulista, notava-se que era genuíno em humildade e nas gentilezas de suas falas.

Em “This Time around”, ele homenageia o saudoso amigo de Deep Purple – John Lord:  “Certamente a canção o faria chorar”, foi um dos momentos mais grandiosos do show, e na sequência ainda teve “Holy Man”, dando continuidade a grandiloquência do momento. Um embalo quase dionisíaco, indo ao contraponto com a frenética“Gettin´Tighter”, e levando a loucura com a sempre delirante de ouvir “Smoke on the Water”, completando com peculiar interpretação de “George on My Mind”Glenn nos oferece um abraço gigantesco e mais uma vez agradece, mesmo dizendo que não acha palavras para o momento.

Nessa altura do jogo já era possível prever que a felicidade da torcida era geral, sem sustos e pênaltis perdidos. Quem lá esteve, teve a honra e foi testemunha de um momento único da profícua carreira de um dos nomes mais importantes do Rock. Com uma discografia repleta de álbuns excepcionais, o setlist foi montado com esmero e me parecia uma personificação sincera do Deep Purple, seus excelentes músicos e uma sincera afinidade que se nota entre eles.

Em certo momento apresenta seu baterista, o chileno Fernando Escobedo, nos contando sobre como ele estava em busca de um grande baterista e de como se deve acreditar nos sonhos e buscá-los com extrema força.

Glenn é um gigante que flutua sobre a terra, por que no baile ele é suave e denso como a névoa. E dessa forma, ele nos eleva com “Highway Star e Burn”. Tudo ali é uma energia que dificilmente alguém poderia transformar em letras. É da natureza de quem vive e sente o Rock, estar nesse momento em estado de leveza absurda, não tem energia ruim que fique num corpo em estado de graça. Um grand finale para fincar na história da cidade o nome dessa lenda. Vida longa ao Mr. Glenn Hughes. Obrigado e até logo meu caro amigo.

Setlist:

  1. Stormbringer
  2. Might just take your life
  3. Sail away
  4. Mistreaded
  5. You fool no one
  6. This time around
  7. Holy man
  8. Gettin´Tighter
  9. Smoke on the water/Georgia on my mind
  10. You keep on moving
  11. Highway Star
  12. Burn

[Gostaria de agradecer imensamente a Paula Alécio da Imprensa do Rock , ao gente boníssima que tive a honra de conhecer, o fotógrafo Jair G. Silva, ao amigo Daniel Tavares pela força sempre. Sem deixar de citar, é claro, a produção do evento e o sempre atencioso Márllon Matos pelo credenciamento e todo apoio.]


 Fonte:

Anúncios


Categorias:hard

Tags:, , , , , , , , , ,

Feedback é melhor do que like!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Projeto Mais Livros

Mais livros, Melhores Pessoas

Chris Machado

Fotografia

Moda & Música & Afinidades

Tudo e mais um pouco

Imagine games

O véu que separa a imaginação da realidade chama-se criatividade.

Contabilidade Fácil

Contabilidade, Finanças, Empreendedorismo e Gestão

MENTE VOADORA

Minhas poesias, meus pensamentos e histórias.

storygraphee

Stories, Photography,Facts

DPzasso | Departamento Pessoal & Desenvolvimento de Pessoas

Desenvolvimento de Pessoas | Departamento Pessoal

Moroz Comunicação

Comunicação Empresarial, Sindical, Redes Sociais, Assessoria de Imprensa

Piraci Oliveira Advogados

Temas jurídico, empresariais, tributários e trabalhista

Resenha, artigo, texto...

Valter Bitencourt Júnior, poeta e escritor, de Salvador, Bahia, Brasil.

PATRICK STORIES

Make PEACE ✌ Show LOVE❤

Escrever e Comunicar

Textos também atingem objetivos!

Blog MGS Soluções em Informática

Dicas e Informações - Visite: www.mgssolucoes.com.br

Dinheirices

BusiNews Express

yocollector-Romania

Logo-colectii diverse, colectie insigne, colectie brelocuri, artizanat,

Perception

feelings, thoughts and dilemmas

O Manual do Freelancer

Por Nayara Bonim

Artigos variados

Informações sobre diversos Segmentos de Negócios

Acordo Coletivo: Cidadania

Jornal de Notícias do Trabalhador e Cidadão

afamosadalive

dayse mileid

Blog Guia Trabalhista

Informações Atualizadas na Área Trabalhista e Previdenciária

%d blogueiros gostam disto: