Black Mirrors – Look in the Black Mirror

46889869_1175005165986728_7510856339854196736_n“Se Janis Joplin, Jack White e Nirvana fizessem amor, o BLACK MIRRORS  poderia ser seu filho

A descrição acima é de Ralfi Ralf, editor da revista eletrônica Metal-Heads. Pode parecer pretensão, mas a banda parece se identificar com a definição. E não é desmerecendo o som da banda – pois realmente me tornei fã, mas é que ainda falta muita estrada para os belgas percorrerem. Depois de alguns anos se ainda estiverem na ativa, a gente pode até voltar a falar deles por aqui. Mas eles, de fato, têm um grande material em mãos.

Atualmente formada por Marcella Di Troia (vocais), Pierre Lateur (guitarras), Loïc (baixo) e Edouard Cabuy (bateria), o grupo de Bruxelas/Bélgica faz um rock n roll orgânico e visceral na linha de similares como Loucifer e The Oath, mas também é possível BMperceber resquícios de Soudgarden e, na percepção deste que vos escreve, até de Diamond Head.

Funky Queen (2017), o EP de estreia dos novatos explodiu os alto-falantes dos lugares por onde passou. Com o EP, o quarteto estava simplesmente se aquecendo para coisas maiores. Olhe para o espelho negro e veja um bom exemplo do que está acontecendo de novo no rock europeu! Nem tão experiente, Marcella Di Troia é uma ótima vocalista e passa segurança como frontwoman e o resto da banda acompanha seu ritmo com muito entusiasmo. Banda que certamente agradará aos fãs de Indie e Alternativo e até Hard Rock.

Quando os vocais de Marcella Di Troia ressoam a primeira vez já passa a sensação de que o álbum é bom. E, nonestamente, é! Um rock’n’roll autêntico do tipo que há muito não ouvia. Sem querer “babar o ovo” da moça e de sua equipe, mas todas as músicas tem aquela aura que só se encontra nos melhores trabalhos das grandes bandas e isso pode conduzi-los a um futuro promissor. Look in the Black Mirror soa como música clássica da era de ouro das “rádio rock” que teria sido tocado dezenas de vezes nos dias naqueles dias de glória. Gostaria de citar destaques mas não quero induzir e, com isso, limitar a audição de ninguém. Ouçam e tirem suas próprias conclusões.


Black-Mirrors-Look-Into-the-Black-MirrorTRACKLIST:
01. Shoes For Booze
02. Funky Queen
03. Lay My Burden Down
04. Inner Reality
05. Moonstone
06. Günther Kimmich
07. Cold Midnight Drum
08. Mind Shape
09. Till The Land Wind Blows
10. Burning Warriors
NOTA: 8,75.



1 resposta

Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s