Dead Sara: a próxima “maior banda de rock do mundo”

dead234A história da música é rica em bandas de rock lideradas por duos dinâmicos. Procurando seguir essa tradição yin e yang estão duas jovens mulheres talentosas, a cantora Emily Armstrong e Siouxsie Medley, que estão na frente do Dead Sara de Los Angeles. Uma banda de rock eletrizante cuja música é alimentada e impulsionada pelos riffs de guitarra poderosos de Armstrong e pelos seus vocais ora histéricos, ora choramingados.

deadO duo feminino é um estudo de contraste no palco onde talvez Siouxsie seja a âncora em que se estabiliza a performance quase desequilibrada de Emily que, por sua vez, é uma talentosa estilista vocal que consegue cantar blues, soul e folk-rock com total desenvoltura. Ela consegue soltar um uivo gutural em um minuto e cantar tão bem quanto um pássaro no momento seguinte.

Quando perguntada pelo Wall Street Journal em 2012 quais cantoras de rock ela admirava, a lendária cantora do Jefferson Airplane, Grace Slick, disse: Emily Armstrongcitando seu “som forte e urgente”. A banda, que também inclui o baterista Sean Friday, continua ganhando respeito de alguns dos maiores artistas do rock and roll nos últimos dois anos. Em uma entrevista com a Fuse em 2013, Dave Grohl declarou simplesmente:

“Dead Sara deveria ser a próxima maior banda de rock do mundo”.

dead23A banda sempre gerou grande agitação em torno de seus shows, sendo conhecida por seu espetáculo feroz e pelas performances de alta octanagem. De um de seus shows locais no The Troubadour, o blog Picksysticks.com, dedicado ao indie-rock de Los Angeles, elogiou:

“Você quase esqueceu que estava assistindo a um show de rock no Troubadour de 450 lugares e não em um local como o Staples Center que abriga milhares de pessoas. Quando a Dead Sara lançou seu hit “Weatherman”, a OC Weekly elogiou a banda por seu “rock clássico ardente e apaixonado, jams punk / indie, melodias cativantes de guitarra e músicas sobre “não recuar””.

dead98Enquanto o Buzzbands.la notou que a tensão do rock feito pela banda é primal e alto o suficiente para despertar os fantasmas nos submundo indie e metal, e talvez até levá-los a dançar um pouco. Durante a turnê dos EUA em 2013 com o Muse, o Chicago Music Monthly declarou que:

“Dead Sara é um exemplo de tudo que dá certo no rock and roll. Seu show ao vivo é do tipo que não será esquecido por centenas de fãs do Muse os vendo pela primeira vez. ”

A discografia da banda é composta por The Airport Sessions (EP, 2008), Dead Sara ((2012) o melhor do ponto de vista deste que vos escreve)), Pleasure to Meet You (2015), The Airport Sessions (Remastered, 2016), The Covers (2017) e Temporary Things Taking Up Space (EP, 2018).


#deadsara #TemporaryThingsTakingUpSpace #rock #esteriltipo

2 respostas

  1. Cara, que bacana!
    Eu não me lembrava de Dead Sara… Na verdade, acredito que apenas soubesse (e só lembrei disso ao abrir o perfil da banda no Spotify) que elas têm uma versão para Heart-Shaped Box. Agora, estou aqui ouvindo, começando pelas músicas mais tocadas no streaming e já bem feliz por ter me deparado com este post! Vou até compartilhá-lo na página do Yellow no facebook depois 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Feedback é melhor do que like!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s