Myrkur – Juniper

Para quem ainda não conhece, deixem-me apresentá-los: desde o início, Myrkur tem sido uma artista que se situa em uma classe própria. Multi-instrumentista,  com formação clássica, ela é conhecida por combinar a energia crua e afrontadora do black metal com uma virtude etérea e sofisticada.

myr

Em sua estreia, que contou com colaborações de membros do Mayhem, Nidingr e Arch Enemy), a artista ganhou  recebeu o prêmio de “Melhor Álbum Hard Rock” no Gaffa Awards (2015), bem como “Banda do Ano” e “Álbum de Metal do Ano” no High Voltage Awards (2015). Ela foi reconhecida pela Steppeulven (Associação de Críticos de Música Dinamarquesa) como uma artista relevante e excursionou com grandes nomes do gênero como Behemoth e Opeth, e tocou nos festivais Hellfest, Graspop e Wacken Open Air Festival.

myr23

Mas a rápida ascensão cobrou um preço alto: a artista passou a sofrer de uma espécie aguda de esgotamento.

Em casa, Myrkur mal conseguia ficar acordada. Ela se sentia atormentada por pesadelos ​e paralisia do sono. “Eu estava em um dos piores momentos da minha vida”, lembra. “Estava com medo de dormir.” Ela relutantemente vivia em seu subconsciente. Ela tentou todas as coisas que teriam funcionado com qualquer pessoal normal: contato com a natureza, nadar, fazer coisas simples como sentar e conversar ao ar livre e, até mesmo, esculpir, mas nada adiantou.

“Sabe como é quando alguém passa por trauma ou abuso? ela tende a recriar a situação na tentativa de se apropriar dela!”. E continua: “Eu acho que estava fazendo isso. Eu estava tentando resolver coisas [em meus pesadelos] que não consegui resolver na vida real. Coisas que eu não conseguia fugir.

19145944_720988588088848_5409622568115391036_n

Até que ela parou de tentar afastar os pesadelos e abraçou-os. Passou  a guardar um caderno ao lado da cama e documentava tudo, desde os símbolos recorrentes, arquétipos e animais que rastejavam ao redor de sua cabeça. Ela sempre foi obcecada por contos de fadas nórdicos, mitologia e folclore. Então, começou a extrair o significado da Pequena Sereia de Hans Christian Andersen para os versos da Bíblia e ligou essas histórias ao consolo espiritual que encontrou na estrada. Quando a inspiração começou a chegar, as músicas fluíram. Myrkur levava um pequeno instrumento de corda para a floresta para compor. “É muito generoso”, diz ela. “Seu ambiente se torna parte da música e da composição. Eu simplesmente amo isso. A natureza mudou esse paradigma em mim”. Ela aprendeu a dominar a tradição sueca de “ kulning ” (um antigo canto de pastoreio de vacas). Maníaca, escrevia a qualquer hora em que estivesse acordada e, assim, foi expulsando os sentimentos subliminares como um exorcismo.

a0100359423_16Myrkur se define com uma pessoa simples, sem grandes vaidades ou excessos de personalidade. Ela se interessa pelo espírito humano, pelo que não é perceptível aos olhos, mas que está além das camadas. E quando ela chega a esse lugar (nas pessoas), sente-se invencível.

Agora, a compositora, vocalista e multi-instrumentista apresenta duas novas faixas de estúdio gravadas com o produtor Jaime Gomez Arellano, que fez grandes trabalhos com Ghost e Paradise Lost, entre outros. Uma delas você vê/ouve abaixo:


4 respostas

  1. De todos os artistas que gravam clipes ou fazem fotos de albums nessas florestas obscuras da Europa, a Myrkur pra mim é a única que parece conectada àquele espaço. Todos os outros cara pintadas me dão a impressão de que correriam ao primeiro sinal de um esquilo.
    Daqui 50 anos será um ícone de como o rock extremo tem pouco ou nada de libertador e é sim um nicho de misoginía.
    É uma artista que precisa ser protegida, cuidada.
    Viva Myrkur!

    Curtido por 1 pessoa

  2. A música dela é de difícil deglutição por parte dos incautos, no entanto, é justamente o que me agrada. E, sim, ela é uma artista singular no contexto de uma arte impregnada de preconceitos bobos.

    Curtir

Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s