Orphaned Land – Unsung Prophets & Dead Messiahs

“Profetas não lidos e Messias mortos”

Um dos nomes de banda mais poéticos e originais que já vi em toda a minha vida de fã de rock/metal.  Terra Órfã exprime de forma brilhante todo o sentimento de um povo expatriado e condenado a vagar em busca de um lugar com o qual pudesse estabelecer o mínimo de identidade. Debruçar-me sobre esta banda trouxe à tona toda a carga documental que adquiri vendo filmes e documentários sobre este povo, que tem meu respeito incondicional.

601957_10151408278208036_1450599982_n

Não é somente sobre heavy metal que estamos falando. É sobre política, antropologia e o que você, leitor, puder imaginar. No entanto, para que não nos perdamos em divagações (pois o tema exige uma pesquisa cuidadosa), vamos nos manter no campo da música.  na Orphaned Land, de Israel, empresta muito dos estilos musicais do Oriente Médio para o mundo, ao mesmo tempo que também pega uma miscelânia de referências emprestadas do mundo. Explora vários estilos musicais, ideias e conceitos universais combinando-os numa visão filosófica pessoal e inovadora. A música é cheia de camadas e dinâmicas baseadas em Metal, mas que o extrapolam em vários sentidos.

26113900_10155305814493036_570430504641970082_n

Combinação de músicas folclóricas e instrumentos antigos – saz, kanun, oud, bouzouki etc. – dezenas de diferentes instrumentos de percussão, seis idiomas e uma abordagem vocal amplamente variada que relaciona culturas à imagens que geralmente estão impregnadas dos símbolos das principais religiões monoteístas (judaísmo, islamismo e cristianismo) do oriente.

A música da banda está em constante mudança. Partindo de The Beloved’s Cry (1992), sua primeira demo, até o momento em que chamaram atenção da mídia com Sahara (1994), e, posteriormente com El Norra Alila (1996), os músicos conseguiram criar um som único misturando os elementos do Rock Progressivo, do Metal e das várias sonoridades do Oriente Médio. Esse som foi oficialmente reconhecido pelo mundo através do popular Mabool (2004) e reforçado com o The Never Ending Way de ORwarriOR (2010), produzido por ninguém menos que Steven Wilson, que talvez se compare apenas pelas performances ao vivo.

16999146_10154500528553036_5437678520816216080_n

Unsung Prophets & Dead Messiahs foi produzido e mixado por Jens Bogren (Sepultura, Kreator, Angra, etc) e na edição de luxo trás um trabalho em dois atos: o primeiro composto de 13 canções de média e longa duração; o segundo, de 8 músicas que são o registro de performances acústicas no qual figuram convidados especiais (Steven Wilson, Yehuda Poliker, Erkin Koray e Moran Magal). Musicalmente, é inegável que a banda apele para muitos clichês do Heavy Metal, mas de um modo geral, de posse de um bom plano e contando com uma execução nada menos que excelente, a experiência funciona e não tira o brilho do trabalho criacional da banda. Profetas não lidos e Messias mortos se anuncia como um mapa histórico através do qual são levantadas denúncias de fatos encobertos pela mídia e manifestos baseados nas leituras pessoais dos músicos. Se você não é fã da banda, aqui está um bom exercício de cunho pessoal: ouvir, analisar as mensagens e realizar um crítica imparcial.


TRACK LIST:

Unsung_Orphaned_Land01-The Cave (8:11)
02-We Do Not Resist (3:24)
03-In Propaganda (3:34)
04-All Knowing Eye (4:29)
05-Yedidi (2:34)
06-Chains Fall to Gravity (9:29)
07-Like Orpheus (4:35)
08-Poets of Prophetic Messianism (2:56)
09-Left Behind (3:11)
10-My Brother’s Keeper (4:42)
11-Take My Hand (6:03)
12-Only the Dead Have Seen the End of War (5:44)
13-The Manifest – Epilogue (4:45)

NOTA: 9,25.



Feedback, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s