Chuck Schuldiner: 17 anos sem o mestre

 

Esta é nossa homenagem ao artista pela sua obra a frente das bandas que liderou, o Death e o Control Denied. Acompanhe a história em 10 partes que correspondem aos primeiros dias e aos 9 discos lançados:


death-mantasParte 1 – Os primeiros dias: ao longo de mais de uma década e de sete álbuns altamente bem conceituados, Chuck Schuldiner, o arquiteto por trás do onipresente Death, tornou-se um ícone de heavy metal “do bem”. Agora amplamente reconhecido como o pai do Death Metal… (clique para ler o texto completo).


Death Scream_Bloody_GoreParte 2 – O lendário álbum de estréia: todos esses movimentos convergiram para estimular o jovem Chuck. Já sob a alcunha “Death”, os caras passaram os próximos anos aprendendo técnicas através de ensaios árduos e algumas apresentações ao vivo. Com muito trabalho e perseverança finalmente gravaram uma… (clique para ler o texto completo).


Death - LepParte 3 – Melhor tanto em sonoridade quanto em qualidade: depois de colocar seus sonhos (ou pesadelos) metálicos em movimento, Chuck voltou para a Flórida, onde se reuniu com seu velho amigo Rick Rozz e recrutou o baixista Terry Butler e o baterista Bill Andrews para integrar a primeira série de turnês da banda… (clique para ler o texto completo).


Death 4 SpirtParte 4 – Mais esclarecido e introspectivo: álbum que marcou um período conturbado para a banda. Versa a história que uma treta foi plantada por Butler e Andrews para realizar uma turnê européia sem a presença de Schuldiner. Para tanto, os caras recrutaram os músicos Walter Trachsler (guitarra) e Louie Carrisalez… (clique para ler o texto completo)


Death 5 humanParte 5 – Quebrando regras no Death Metal: ao que parece, todos os acontecimentos em relação ao álbum anterior resultaram no aumento da capacidade criativa de Chuck Schuldiner. Human (1991), mostra uma evolução surpreendente em relação aos trabalhos anteriores. Considerando as condições emocionais que perturbaram a mente… (clique para ler o texto completo)


Death 6 ITPParte 6 – Uma das maiores realizações da banda: um capítulo a parte na história do Death. A banda continua a se expandir técnica e progressivamente. Aqui, é possível identificar elementos do jazz muito facilmente. Schuldiner passou a dividir mais os solos com o parceiro, Andy LaRocque (King Diamond) e parece ter havido mais entrosamento entre os músicos… (clique para ler o texto completo).


Death 7 symbParte 7 – símbolo da transição entre passado e futuro: mantendo o hábito de rodízio entre os músicos, a formação que gravou Symbolic (1995), liderada por Chuck Schuldiner (guitarra/vocais), contou com Kelly Conlon (baixo), que embora, não se destaque tanto quanto o seu predecessor, compôs a cozinha perfeita com Hoglan; Bobby Koelble (guitarra), que… (clique para ler o texto completo).


Death 8 The SoundParte 8 – O som da perseverança: conforme dito na Parte anterior, durante o processo criativo de, e, na tour de Symbolic, Shuldiner já dava sinais de desgaste relativamente ao estilo que ajudou a solidificar. E, mais ou menos, no ano de 1996, altura em que o líder do Death, querendo dar vazão a um turbilhão sentimentos, passou a mentalizar algo através do… (clique para ler o texto completo).


Death 9 LiveParte Final – viveu e morreu pelo metal: no início de 2000, Schuldiner foi diagnosticado com um tumor maligno do tronco cerebral e imediatamente foi submetido a uma cirurgia de emergência. Todos os planos musicais foram postos de lado enquanto Chuck lutava pela vida em meio a custos hospitalares sempre crescentes… (clique para ler o texto completo).


Control Denied – The Fragile Art of ExistenceControl Denied – A prova definitiva da genialidade de Chuck Schuldiner: a história do Contro Denied começa com a insatisfação de Chuck Schuldiner com o rumo para o qual o Death Metal como gênero musical havia tomado. […] De acordo com as pesquisas, “The Sound Of Perserverance“, último disco de sua banda principal, foi concebido como um trabalho pa… (clique para ler o texto completo).


 


Ajude-nos a melhorar. Dê-nos feedback!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s